PRAIA DE ITAPARICA,VILA VELHA ,ES,BR

PRAIA DE ITAPARICA,VILA VELHA ,ES,BR
ENTARDECER NA PRAIA DE ITAPARICA,VILA VELHA,ES,BR

SERGIO DE MATOS Headline Animator

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

A Rainha Diaba (Antônio Carlos da Fontoura, 1974)

 MADAME SATÃ A RAINHA DIABA
UM LUXO MARAVILHOSO 
VEJAM E COMPARTILHEM NO MUNDO
Lapa,
Rio de Janeiro. Sanguinário e violento,
 o traficante gay Rainha Diaba
(Milton Gonçalves) 
comanda do quarto dos fundos de um bordel 
o tráfico
de drogas da cidade. Avisado por um policial
 à seu serviço que um de
seus mais belos comandados está para ser preso,
 Diaba encarrega Catitu
(Nelson Xavier), seu homem de frente,
 de fabricar um novo marginal com
pinta de estudante 
para dançar no lugar dele. Catitu encontra Bereco
(Stepan Nercesian)
, garotão marrento sustentado pela cantora de cabaré
Isa (Odete Lara),
 envolve-o numa série de crimes, promove-o como
 um
bandido perigoso e arma uma cilada para entregá-lo
 no lugar do protegido
da Diaba. Escapando da cilada, 
Bereco passa a acreditar na própria fama
e parte para enfrentar 
a Diaba de frente, atacando suas bocas. 
A
Rainha, vendo seu poder ameaçado, enfrenta-o 
com a ajuda preciosa de
sua corte de travestis,
 até um desfecho sangrento.

Título original: A Rainha Diaba
Gênero: Drama
Duração: 106 min.
Lançamento (Brasil): 1974
Direção: Antonio Carlos da Fontoura
Roteiro: Antonio Carlos da Fontoura
Argumento: Plínio Marcos
Produção: Canto Claro, R.F. 
Farias, Filmes de Lírio e Ventania Filmes
Música: Guilherme Vaz
Fotografia: José Medeiros
Figurino: Ângelo de Aquino
Edição: Rafael Valverde
Mílton Gonçalves....Rainha Diaba
Stepan Nercessian....Bereco
Odete Lara....Isa Gonzalez
Nélson Xavier....Catitu
Yara Cortes....Violeta
Wilson Grey....Manco
Edgar Gurgel Aranha....Robertinho
Geraldo Sobreira....Odete
Kim Negro....Dentinho
Sidney Becker....Nílson Pena
Haroldo De Oliveira....Bigode
Zezé Motta....Namorada De Bigode
Hilton Prado....Gravata
Procópio Mariano....Coisa Ruim
Selma Caronezzi....Prostituta
Festival do Cinema Brasileiro de Brasília (1974):
Melhor Roteiro, Antonio Carlos da Fontoura
Melhor Ator, Milton Gonçalves
Melhor Atriz, Odette Lara
Melhor Fotografia, José Medeiros
Melhor Cenografia, Angelo de Aquino
Melhor Trilha Sonora, Guilerme Vaz
Prêmio de Qualidade do Instituto Nacional de Cinema (1974):
Prêmio INC Melhor Ator, Milton Gonçalves
Prêmio INC Melhor Atriz, Odette Lara
Prêmio INC Melhor Fotografia, José Medeiros
Quinzaine des Réalisateurs, Cannes (1974)
Festival de Cinema de San Sebastian, Espanha (1975)
Mostra 80 Ans de Cinéma Brésilien, Centro Pompidou, Paris (1978)
Mostra Black Roots/Racines Noires, Milão e Paris (1999)
VIII Prêmio "Air France de Cinema", 1974, 
Melhor Ator, Milton Gonçalves;
Prêmio Associação Paulista de Críticos de Arte, 
1974, Melhor Atriz, Odete Lara.
# Escrito a partir de um argumento encomendado
 ao dramaturgo Plínio Marcos.
# Um dos raros filmes brasileiros dos anos 70
 com uma cena explícita de tortura.
# Público nos cinemas de 736.805 espectadores.
#
Os extras do DVD do filme incluem análise crítica 
de José Carlos
Avelar, cartaz, cenas inéditas, filmografia do diretor,
 fotos de cena,
making of em Super 8 filmado pelo diretor, 
menus interativos, seleção de
capítulos, trailers e versão comentada pelo diretor.
Música

"Violence" por Mott The Hoople (Google Play

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...