PRAIA DE ITAPARICA,VILA VELHA ,ES,BR

PRAIA DE ITAPARICA,VILA VELHA ,ES,BR
ENTARDECER NA PRAIA DE ITAPARICA,VILA VELHA,ES,BR

SERGIO DE MATOS Headline Animator

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

DILMA FECHARÁ AS FARMÁCIAS POPULARES NO BRASIL

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Dilma acaba com o Aqui Tem Farmácia Popular para 2016.

(Estadão) O aperto nas contas vai atingir em cheio um dos programas prediletos 
 da classe média na área de saúde, o Aqui Tem Farmácia Popular. 
A proposta orçamentária para 2016 encaminhada para o Congresso 
prevê repasse zero para a ação, que neste ano receberá R$ 578 milhões.
  Criado em 2006, o programa permite a compra em farmácias credenciadas
 pelo governo de medicamentos para rinite, colesterol, mal de Parkinson,
 glaucoma, osteoporose, anticoncepcionais e fraldas geriátricas.
 Os descontos chegam a 90%. 
Com a redução a zero os recursos
, na prática essa política deixa de existir.
Pela proposta encaminhada pelo governo ao Congresso 
ficam mantidos o braço do programa chamado de Saúde Não Tem Preço
 (em que o paciente não precisa pagar na farmácia remédios para diabetes, hipertensão e asma)
 e as unidades próprias do Farmácia Popular.
 O problema, no entanto, é que o número de unidades próprias dessas farmácias,
 que já é pequeno, deve minguar mais em 2016. 
A previsão é de que não ultrapasse 460 postos de venda, em todo o País.

domingo, 27 de setembro de 2015

A SEMANA PROMETE POR FOGO NO PLANALTO E QUEIMAR A BRUXA SAPATOSA DILMA,,VALE PERDE NEGÓCIOS DA COMPRA DE MINÉRIO COM A CHINA.

A SEMANA PROMETE 
 FOGO NO PLANALTO 
E QUEIMAR 
A BRUXA SAPATOSA DILMA
A VALE PERDE NEGÓCIOS
 DE COMPRA DE MINÉRIO COM A CHINA
E TAMBÉM PORQUE ?
OS MILICOS APOIAM DILMA
Dilma aproveita seu pulinho no exterior 
para fazer compras no free-shop com o dólar a R$ 4?
Pela primeira vez em 52 anos o Brasil pode ficar de fora
 da reunião da Organização Internacional do Café,
 por sua dívida de 300 mil libras.
 Equivalente a 3 mil sacas de café numa produção de 40 milhões.
 Para que o vexame seja maior, preside a entidade o brasileiro Robério Silva.
 
 O QUARTEL DE DILMA

Vítima de prisão e tortura na ditadura, a presidente Dilma
 aprecia a companhia de militares.
 Quase metade dos ocupantes de cargos na Presidência da República
 é de militares das Forças Armadas, em especial do Exército, 
o que torna o Palácio do Planalto uma espécie de quartel.
 Dos 4.192 servidores do Planalto, 1.853 são militares cedidos
 e mais de mil ocupam funções e “cargos de confiança” da presidente.
Sem quadro próprio, a Presidência dispõe de servidores requisitados.
 Militares ocupam a maior parte dos cargos de chefia e de assessoria.

O “quartel” que funciona no Planalto dispõe de academia
, campo de futebol, quadras de tênis, futsal, vôlei, futevôlei, que vivem lotados.
Além de militares, a Presidência concentra outros 1.711 cargos do tipo DAS,
 boquinhas que somam até R$ 13,7 mil aos vencimentos originais 
A FALÊNCIA DO BRASIL

“A situação do país é muito grave.
 Há dez Estados em pré-falência.”
Augusto Nardes, ministro do TCU,
 relator das pedaladas fiscais do governo em 2014.]
Almanaque
Nada de novo na cena política: em setembro de 1992, o então deputado Roberto Jefferson, do PTB, oferecia ministérios na Câmara com o objetivo de colher votos contra o impeachment do presidente Fernando Collor. Seria a principal moeda de troca para Collor se manter no Planalto. Dilma Rousseff repete a estratégia e quer entregar agora as devidas Pastas. Já Jefferson garantia os ministérios quando o processo de impeachment fosse estancado. A manobra não deu certo.
União nacional
Não são poucos os advogados e mesmo juízes que acreditam que fatiar a Lava Jato pode provocar uma espécie de solidariedade de juízes de primeira instância, que poderiam se declarar incompetentes
e devolver os processos para Curitiba.
 É que esses que receberão os processos,
 se sentiriam responsáveis por uma ação do Judiciário
 que tem apoio da sociedade.
 Mais do que isso:
 cada juiz que resolver atuar nos processos,
 serão acompanhados à base de lupa
. Qualquer vacilo poderá pesar no currículo.
Menos furiosos
Os telefonemas que Dilma Rousseff andou dando para deputados e senadores antes de sua viagem a Nova York (e continuarão em sua volta) pedindo apoio aos projetos do governo foram devidamente selecionados. Os assessores não incluíram oposicionistas mais furiosos, até mesmo porque temiam reação da Chefe do Governo, dependendo do que ouvisse do outro lado da linha.
Luz apagada
Estudo feito no Brasil, pela USP,
 em parceria com universidades da Suécia e da Inglaterra, analisou o sono de pessoas que não tem energia elétrica
em casa em comparação com as que têm
 e descobriu que o acesso à luz artificial reduz
o tempo de horas dormidas.
 Os pesquisadores acompanham
a realidade de 700 seringueiros do Acre.
 E eles alertam que restrições ao sono tem sido associadas
 a problemas de obesidade e diabetes do tipo 2, por exemplo.
Espiões de Mercadante
A Abin – Agência Brasileira de Inteligência –
 é subordinada ao Gabinete de Segurança Institucional,
comandado pelo general José Elito.
Só que, nos últimos tempos, o chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante deita e rola em cima da Abin, encomendando missões e, supostamente, até usando os arapongas para tarefas especiais na área política. Mercadante conheceu de perto o funcionamento da Abin na Copa do Mundo e ficou encantado com a arapongagem.
Plano B
Com o veto de Dilma ao financiamento de empresas para campanhas eleitorais, restaria agora para votar no Senado uma proposta de emenda constitucional, já aprovada pela Câmara, que autoriza o financiamento. O problema é que, para valer nas eleições de 2016, a PEC deveria estar promulgada até dia 5 de outubro, ou seja, um ano antes.
Como surgiu
Só agora é que se sabe como surgiu o nome da ministra Kátia Abreu para a Casa Civil, no lugar de Mercadante.
 Numa de suas últimas conversas com Lula,
 que queria derrubar o ministro, a presidente acabou concordando, mas tratou de avisar que nomearia Katia para Casa Civil. Lula espalhou a história e o PT, que não engole o titular da Casa Civil,
 acabou se unindo para Mercadante permanecer no posto.
 E Kátia nem sabia dessa história.
Outro golpe
Se vivem pregando que a possibilidade de impeachment de Dilma é sinônimo de “golpe”, os petistas estão sentindo na pele outro “golpe”, protagonizado pela Chefe do Governo:
 o partido perderá ministérios e os cargos que ocupa.
 E disso eles têm certeza antes da presidente anunciar
 a cara nova do ministério.
 Os petistas reclamam, mas sabem que não haverá mudança na reforma.
Arthur Chioro, aliás, que se despede da Saúde,
 já tratou de limpar suas gavetas na semana passada.
Quem sobrou
À essa altura do campeonato, sobra para o PSDB, presidido por Aécio Neves, continuar em estado de alerta pelo impeachment de Dilma, hipótese que o governador Geraldo Alckmin rejeita. Com o fortalecimento do PMDB na reforma administrativa, ficou mais difícil a derrubada da presidente. Mesmo assim, muitos tucanos ainda apostam na crise e nas manifestações de rua.
Tiro no pé
O secretário dos Transportes da cidade de São Paulo, Jilmar Tatto, foi se queixar de José Luiz Datena diretamente com Johnny Saad que, depois, tratou de contar tudo ao apresentador do Brasil Urgente. No dia seguinte – e nem poderia ser diferente - Datena disparou sua metralhadora giratória contra Tatto, acusando-o de “pedir sua cabeça”, lembrando que “a família Saad sempre segurou a minha onda”.




 




V DE VINGANÇA..UM GRANDE SUCESSO DE VOLTA AQUI NO NOSSO CANAL

V DE VINGANÇA 
UM GRANDE FILME EM NOSSO CANAL

http://ilovefilmesonline.com/2013/11/v-de-vinganca-filme-online.html

DE VOLTA AOS ANOS 80 ...DILMA FAZ O BRASIL REGRESSAR A 1980

27 de Setembro de 2015
Para analistas do poder, 
existem hoje em Brasília três cenários
 possíveis para o futuro imediato:
 impeachment ou renúncia de Dilma,
 novas eleições ou, 
o mais grave, a “terra arrasada”,
 onde a inflação e o desemprego 
disparariam 
e o Brasil voltaria ao cenário dos anos 80
A tal Odebrecht pintou e bordou na era PT.
 Para construir seu terminal de contêineres em Santos, 
comprou área onde não era permitido fazer porto, mas o fez mesmo assim,
 aterrando parte do canal para ampliar o terreno, e removendo áreas de mangue,
 vitais para vida marinha, sem as formalidades burocráticas do meio ambiente.
 E ainda abiscoitou, só para esse projeto, 18% da verba do BNDES para portos de todo o País.
Contratada para fazer terminal de fertilizantes,
 Odebrecht virou dona da área e construiu o porto remunerada com parte dos empréstimos.
O Embraport, terminal de contêineres da Odebrecht,
 obteve R$ 663,3 milhões do BNDES, via Caixa, 
a juros de Lula para Lulinha: 3% ao ano.
Graças aos amigos (e “sócios”) nos governo Lula e Dilma,
 a Odebrecht construiu um porto que só se tornou legal após iniciar suas operações.
A Odebrecht fez o porto, em área proibida, sem sobressaltos:
 sabia que Dilma o regularizaria um mês após a inauguração, em julho de 2013.
O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ),
 em pé de guerra com o Planalto, vai esperar o Tribunal de Contas da União 
decidir sobre as “pedaladas fiscais” de Dilma 
para dar prosseguimento ao pedido de impeachment da presidente,
 assinado pelo fundador do PT Hélio Bicudo. 
Mesmo com a declaração de Cunha de que a decisão 
não interfere no processo, a oposição quer afastar pecha de ‘golpismo’
O ministro Bruno Dantas (TCU) revelou que a ação
 deve ser concluída no começo de outubro. 
 O tribunal vai deliberar no dia 7 ou 14.
FONTE; http://www.diariodopoder.com.br/coluna.php

sábado, 26 de setembro de 2015

DILMA GERA UM MILHÃO DE DESEMPREGADOS E QUER IMPORTAR REFUGIADOS....DIZ ELA QUE PARA TRABALHAR ,,EU QUERO SABER ONDE?

Todo refugiado que queira trabalhar é bem vindo no Brasil, diz Dilma

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

RECEITA DE PIZZA ESTILO CHICAGO

Fábio Giambiagi Há um divórcio entre a Fazenda e o governo Vídeos ...

 AS BOAS NOVAS DA SEMANA 

VEJAM AQUI NO BLOG CAPIXABA

 MAIS BOMBADO, VENENOSO E VISITADO

VEJAM AQUI O FILME BRASILEIRO QUE CONCORRERÁ AO OSCAR...QUE HORAS ELA VOLTA,,COM REGINA CASÉ

VEJAM AQUI
 O FILME BRASILEIRO
 QUE CONCORRERÁ AO OSCAR..
.QUE HORAS ELA VOLTA
,,COM REGINA CASÉ 
http://playerilove.biz/pobreza.vida.nordeste.rotina.sao.paulo.viagem.php

RECEITA DE HAMBURGUER DE CALABRESA

VEJAM AQUI 

ONDE COMPRAR OS PRODUTOS BBQ

http://bbqemcasa.com.br/

CONTAGEM REGRESSIVA PARA QUEDA DE DILMA

25 de set de 2015

UCHO.INFO

Pedaladas fiscais: TCU 

rejeitará defesa do governo Dilma 

e crime de responsabilidade será confirmado.

dilma_rousseff_585 
Contagem regressiva –
 A área técnica do Tribunal de Contas da União (TCU) 
deve rejeitar a maioria dos argumentos apresentados 
pelo governo de Dilma Rousseff na defesa sobre irregularidades nas contas de 2014. 
Isso confirma as matérias publicadas pelo UCHO.INFO
com base em informações dos bastidores do TCU, 
onde Dilma não conta com a simpatia de um ministro sequer.
Um dos ministros do tribunal disse ao editor, em conversa reservada,
 que a derrubada de Dilma Rousseff é uma questão de honra 
não apenas para a Corte de Contas, mas principalmente para
 a população brasileira, em especial para a parcela que acreditou 
nas mentiras destiladas durante a corrida presidencial do ano passado.
O parecer de auditores da Secretaria de Macroavaliação Governamental (Semag), 
que será concluído até o início do próximo mês, provavelmente
 recuará diante de quatro das quinze distorções apontadas no balanço da União.
Conforme técnicos do órgão, não haverá mudança de opinião 
sobre as “pedaladas fiscais”, como são chamados os atrasos 
no repasse de recursos do Tesouro Nacional para os bancos públicos
 pagarem despesas obrigatórias de programas sociais, entre outras despesas. 
Os auditores afirmam que o entendimento a respeito,
 de que as manobras são irregulares, já está consolidado.
Atualmente, a equipe técnica apenas discute se o relatório se limitará 
a descrever as conclusões sobre cada um dos quinze
 pontos ou será mais incisivo, recomendando aos ministros do TCU 
a reprovação das contas da presidente Dilma.
 Essa seria uma manifestação inédita dos auditores, 
pois o padrão é que apenas o relator apresente uma sugestão de voto em plenário. 
Segundo apurou o site, com ou sem essa manifestação explícita da equipe técnica, a decisão do TCU pela reprovação das contas pode ser unânime.
Quem conduz o caso das “pedaladas fiscais”, na condição de relator,
 é o ministro Augusto Nardes, que tem declarado aos colegas 
que votará pela rejeição das contas de Dilma Rousseff. 
A tendência é que a maioria dos ministros o acompanhe. 
A expectativa é que o TCU deve a sessão de julgamento para 7 ou 14 de outubro.

Na última terça-feira (22), o governo enviou ao TCU novas normas
 para reger repasses do Tesouro a bancos, como forma de sinalizar 
que as “pedaladas” são coisa do passado. Para os auditores, porém,
 o gesto não terá muito efeito, pois já há regras proibindo a prática e,
 na avaliação deles, o governo descumpriu-as. 
(Danielle Cabral Távora e Ucho Haddad)

DIRETO AO PONTO

Marco Antonio Villa

 com Augusto Nunes no Aqui entre Nós:

 A oposição ainda não entendeu que o povo quer o impeachment.


No Aqui entre Nós desta quinta-feira, o historiador Marco Antonio Villa
 conversou com Augusto Nunes sobre a reunião dos governadores 
de oposição que nunca se opõem, a reforma ministerial 
que vai do nada a lugar nenhum, as manobras deliberadamente 
contraditórias do PMDB,
 o fatiamento da Lava-Jato pelo tribunal que só mexe em time que está ganhando e a estranha surdez que impede o PSDB de ouvir a voz das ruas:
 “A oposição ainda não entendeu que o povo
 quer o impeachment de Dilma Rousseff”, afirma Villa.

LAVA-JATO

Procurador da Lava-jato diz que decisão do STF de fatiar investigação é uma derrota.

Segundo ele, ações sofrem porque um novo grupo de procuradores, policiais e juízes terá de tomar pé do trabalho. 

Catarina Alencastro, O Globo
O coordenador da força-tarefa da investigação da Lava-jato no Ministério Público Federal no Paraná, o procurador Deltan Dallagnol, disse na noite desta quinta-feira que a decisão do Supremo Tribunal Federal de fatiar as investigações da operação foi uma derrota. Segundo ele, as investigações sofrem com essa medida, pois um novo grupo de procuradores, policiais e juízes terá de tomar pé do trabalho que vem sendo feito pela equipe paranaense há mais de um ano.
É claro que a investigação acaba sofrendo com a sua divisão. Nós vamos lutar e trabalhar arduamente para que não haja grandes perdas. Pelo contrário, para que consigamos agregar, a partir dessa derrota que nós tivemos no Supremo Tribunal Federal- disse Dallagnol.
O procurador citou a derrota da Alemanha na segunda guerra mundial como exemplo de país que se reergueu e disse que a equipe da Lava-jato também vai se "reinventar", colaborando com os novos investigadores do escândalo de corrupção envolvendo a Petrobras.
O procurador da Lava-Jato, Deltan Dallagnol (Foto: Divulgação)O procurador da Lava-Jato, Deltan Dallagnol (Foto: Divulgação)
   

URGENTÍSSIMO


RECEITA DE DRUMET DE FRANGO INVERTIDO (COXINHA DA ASA)

VEJAM AQUI ONDE
 COMPRAR OS PRODUTOS BBQ
http://bbqemcasa.com.br/

Colunista de O Globo relata como Dilma maltrata funcionários e os usa co...


COMO EU JÁ DISSE ANTES 
RECADO AOS SERVIÇAIS DE DILMA
ENTREM NA JUSTIÇA R ASSÉDIO MORAL
 QUE ESTA SENHORA FAZ COM VOCÊS

domingo, 20 de setembro de 2015

Os Grandes Egípcios - Akhnaton, O Faraó Rebelde_Discovery Channel

 Akhnaton,,grandes egípcios
Sinopse:
 No final da XVII dinastia, o faraó Amenhotep IV 
impôs o culto a um único Deus, Aton, 
e mudou o seu nome para Akhenaton.
 Simultaneamente, transferiu a capital egípcia 
de Tebas para Akhenaton, 
 cidade recém-fundada hoje conhecida 
como Tell el-Amarna. 
Inciou-se, assim, uma revolução 
que alterou os aspectos da vida do país.

sábado, 19 de setembro de 2015

COMO DILMA QUEBROU SUAS LOJINHAS DE PORCARIAS IMPORTADAS E O BRASIL 20 ANOS DEPOIS

ISTOÉ


Brasil
|  N° Edição:  2390 |  18.Set.15 - 20:00 |  Atualizado em 19.Set.15 - 22:22

Como Dilma quebrou sua loja de R$ 1,99 e um País

Na década de 90, ela faliu duas lojinhas de bugigangas baratas.

 Vinte anos depois, a presidente mergulha o Brasil 

numa interminável crise político-econômica

 e marca sua gestão pela irresponsabilidade fiscal 

e falta de confiabilidade externa

Sérgio Pardellas (sergiopardellas@istoe.com.br)

Pão & Circo. Com esse nome sugestivo, 
alusivo à estratégia romana destinada a entreter e ludibriar a massa insatisfeita 
com os excessos do Império, a presidente Dilma Rousseff abriu em fevereiro de 1995
 uma lojinha de bugigangas, nos moldes das populares casas de R$ 1,99. 
O negócio em gestação cumpriu a liturgia comercial habitual.
 Ao registro do CNPJ na Junta Comercial seguiu-se o aluguel 
de um imóvel em Porto Alegre, 
onde funcionava a matriz. Quatro meses depois, uma filial foi erguida 
no centro comercial Olaria, também na capital gaúcha. 
O problema, para Dilma e seus três sócios, é que a presidente
 cuidou da contabilidade da empresa como lida hoje com as finanças do País
 – recém-rebaixado pela agência de risco Standard & Poors 
por falta de confiabilidade.
 Em apenas 17 meses, a loja quebrou.
 Em julho de 1996, já não existia mais.
PARTIR-DE-IE.jpg
Como acontece no governo, Dilma terceirizou as tarefas
principais da sua loja. O negócio durou 17 meses
Tocar uma lojinha de quinquilharias baratas deveria ser algo trivial,
 principalmente para alguém que 15 anos depois se apresentaria aos eleitores
 como a “gerentona” capaz de manter o Brasil no rumo do desenvolvimento.
 Mas, ao administrar a Pão & Circo, Dilma cometeu erros banais e em sequência.
 Qualquer semelhança com a barafunda administrativa do País atual
 e os equívocos cometidos na área econômica de 2010 para cá,
 levando ao desequilíbrio completo das contas públicas
 e à irresponsabilidade fiscal, é mera coincidência. Ou não.
Para começar, a loja foi aberta sem que os donos soubessem bem
 ao certo o que seria comercializado ali. Às favas o planejamento,
 primeiro passo para criação de qualquer negócio que se pretenda lucrativo
. A empresa foi registrada para vender de tudo um pouco a preços módicos,
 entre bijuterias, confecções, eletrônicos, tapeçaria, livros, bebidas, tabaco
 e até flores naturais e artificiais. Mas a loja acabou apostando no comércio
 de brinquedos para crianças, em especial os do “Cavaleiros do Zodíaco”,
 série japonesa sucesso entre a meninada dos anos 90.
 Os artigos revendidos pela Pão & Circo eram importados de um bazar
 localizado no Panamá, para onde Dilma e uma das sócias, a ex-cunhada Sirlei Araújo,
 viajaram três vezes para comprar os produtos.
 As mercadorias eram despachadas de navio até Imbituba (SC) 
e seguiam de caminhão até a capital gaúcha.
Apesar de os produtos ali vendidos custarem bem pouco,
 o negócio de Dilma era impopular – como a presidente hoje,
 que ostenta míseros 7% de aprovação. 
Os potenciais clientes e até mesmo os comerciantes vizinhos reparavam 
na apresentação mal-acabada da loja, com divisórias de tábua de madeira.
 “Não entrava ninguém ali”, afirmou ao jornal Folha de S.Paulo
 Ênio da Costa Teixeira, dono de uma pizzaria próxima.
 Ao abrir a vendinha de importados, a presidente também 
não levou em conta um ensinamento básico do bom comerciante:
 “o olho do dono é que engorda o gado”. Segundo relato dos próprios sócios,
 Dilma aparecia na loja “eventualmente”. 
Preferia dar ordens e terceirizar as tarefas do dia a dia, situação
 bem semelhante ao contexto atual, em que delegou a economia ao ministro da Fazenda,
 Joaquim Levy e a política ao vice Michel Temer, 
até este desistir da função dizendo-se boicotado pelo ministro Aloizio Mercadante,
 da Casa Civil.
Na sociedade da Pão&Circo, o equivalente ao Mercadante
 era Carlos Araújo, o ex-marido. Era Araújo quem aconselhava
 Dilma sobre como ela poderia turbinar as vendas.
 Mas o ex-conjuge se revelou tão inepto quanto o titular da Casa Civil.
 “Acho que ela não era do ramo”, afirmou o comerciante, 
André Onofre, dono de um café ao lado.
 Depois de tantas trapalhadas comerciais,
 não restou outro destino à lojinha de R$ 1,99 de Dilma senão a bancarrota.
Questionada sobre a mal sucedida experiência no mundo dos negócios, 
a Dilma comerciante lembrou mais uma vez a Dilma presidente. 
Há duas semanas, numa espécie de negação da realidade, a presidente rechaçou a “catástrofe” econômica vivida atualmente pelo Brasil.
 Ao se referir à lojinha, cinco anos atrás, a Dilma comerciante saiu-se com a seguinte pérola:
 “Quando o dólar está 1 por 1 e passa para 2 ou 3 por 1,
 o microempresário quebra. É isso que acontece com o microempresário,
 ele fecha. A minha experiência é essa e de muitos microempresários desse País”.
 Ou seja, como boa petista, a presidente jogou a culpa em FHC pela malfadada 
experiência administrativa – que hoje, sabe-se, seria apenas a primeira. 
Com a agravante que a crise atual,
 também de sua inteira responsabilidade, atinge milhões de brasileiros.
 A outra teve alcance bem restrito, afetando somente o seu bolso 
e as economias de seus sócios. Bem, de todo modo, 
se Dilma atribui a falência à relação dólar/Real no período
 em que o negócio esteve em funcionamento, com todo respeito, 
ela comete um grave erro matemático.
 Dilma administrou seu comércio de quinquilharias
 importadas no melhor momento da história do Brasil para se gerir esse tipo de negócio —
 quando o Real estava valorizado em relação ao dólar.
 No ano e mês em que a Pão&Circo foi criada 
– fevereiro de 1995 – o dólar valia R$ 0,8.
 Quando quebrou, a moeda americana ainda não passava de R$ 1.
O negócio tocado pela então política filiada ao PDT
 fechou as portas em julho de 1996. Três anos depois
 ao encerramento da casa de bugigangas em Porto Alegre,
 Dilma assumiria o cargo de secretária de Minas e Energia na gestão Olívio Dutra (1999-2002).
 O resto da história, todos sabem.
Foto: Flávio Florido/Folhapress 

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Michael Jackson Pede Impeachment de Dilma

A SAPATOSA ZUMBI DILMA SEUS SINISTROS
E SEU CRIADOR  O ZUMBI DO MAL LULA
NA FACÇÃO CRIMINOSA CHAMADA PT
.

.

A SAPATOSAZUMBI DILMA VANNA ROUSSEFF

A SAPATOSA ZUMBI DILMA SEUS SINISTROS
E SEU CRIADOR  O ZUMBI DO MAL LULA
NA FACÇÃO CRIMINOSA CHAMADA PT

..

COMO FAZER CARNE SECA TIPO CHARQUE EM CASA (DRY MEAT)

Aprenda a fazer em casa uma deliciosa carne 

seca tipo Charque e
economize 


uma bela grana na hora de fazer sua feijoada

 de fim de semana!
veja a receita abaixo:


Acesse nosso facebook: http://www.facebook.com/bbqemcasa

Receita de churrasco.
Receita: CARNE SECA
Receita: André Dias.

1 Pedaço de carne (pode usar qualquer parte)
sal fino
Opcional: Fumaça líquida - a venda em nosso site www.bbqemcasa.com.br

Modo de preparo:

Tire
o excesso de gordura da carne e usando um prato fundo

 passe um pouco de
fumaça líquida e cubra com

 MUITO sal fino em todas as partes da carne.

Deixe na geladeira por 2 a 3 dias trocando o sal a cada 24 horas.

após esse tempo limpe a carne para remover o sal,

seque com um pano ou papel toalha e armazene em potes hermeticamente fechados.

nota: antes de fazer seu feijão dessalgue a carne!

Tempo de preparo: 2 a 3 dias
Musica da abertura: Old stuff trio.

DILMA A SAPATOSA ESTA COM TEMPO CRONOMETRADO PARA SAIR,,300 VOTOS PELO IMPEACHMENT

 A OPOSIÇÃO QUER ESPERAR 
ATÉ DEZEMBRO PARA TIRAREM DILMA
LULA SE ARTICULA NO INTERIOR DO NORDESTE E NORTE 
COMO NOVO MESSIAS DO INFERNO
E FAZ OS PETISTAS  ESPALHAREM
OUTDOORS ANUNCIANDO
 LULA PRESIDENTE....

18 de Setembro de 2015
A oposição definiu dezembro como prazo máximo
 para aprovar a admissibilidade do impeachment da presidente Dilma,
 na Câmara. “Ou iniciamos uma nova coalizão neste ano ou perderemos o tempo”,
 avalia Bruno Araújo (PSDB-PE). 
Os tucanos querem fazer do impeachment o grande debate no Congresso,
 inclusive porque, para eles, somente afastando a presidente,
 o Brasil terá chance de superar a crise.
Nova pesquisa de avaliação do governo sairá na
 próxima semana. “Será o apoio popular que faltava”, 
diz o Mendonça Filho (DEM-PE).
A oposição aguarda a convenção nacional do PMDB,
 marcada para 15 novembro. A aposta é que o partido romperá com o governo.
No PT, as declarações de “golpe” de Dilma acenderam sinal de alerta.
 Um senador petista diz que a crise voltou para o Palácio do Planalto.
Oposicionistas já contabilizam 300 votos favoráveis
 ao impeachment na Câmara.
 O governo tem números muito parecidos, e está em pânico.


 A ficha caiu
Até o final de agosto, o Planalto incluindo o núcleo político
chegado a Dilma Rousseff, não acreditava que o impeachment seria possível.
 Na época, estavam todos os ministros colaborando no fechamento
 do Orçamento 2016 com déficit de R$ 30,5 bilhões.
 Aí, na sequencia surgiu um tsunami coroado pela queda de investimento
 da Standard & Poor`s e até investidas da mídia mundial.
Segundo os mais íntimos, nesse momento a ficha caiu.
 Hoje, acham que o risco do impedimento começou a ganhar força.
O novo Messias
Estão espalhados pelo Brasil, morando em bairros distantes
e especialmente em cidades do agreste, legiões de viúvas do ex-presidente Lula.
 São petistas ortodoxos, que acreditam e torcem por sua volta
ao poder como solução de todos os males do país.
 Algumas chegam a idolatrá-lo. E formam igualmente ao lado
 de outros entusiastas do ex-Chefe do Governo, que até torcem
 pela queda de Dilma Rousseff como forma mais rápida
 de seu ídolo retornar ao Planalto. Acreditam nele como
 uma espécie de novo Messias, que é  como muitos até se referem a ele.





quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Villa: 'A crise econômica vai tornar o impeachment inevitável'



A SAPATOSA PIXULECA 
DILMA VANNA ROUSSEF SAI
 RECADO PRA DILMA
.SENHORA SAPATOSA PIXULECA PRESIDANTA..
A SENHORA VAI SAIR DAI NEM QUE
TENHAMOS QUE TIRA-LA DAI NA PORRADA
,MAS NÃO SERÁ NECESSÁRIO TANTA COISA
.,A VOSSA EXELENCIA VAI VAZÃR NO IMPEACHMENT
QUE NÃO É GOLPE E DEMOCRACIA PURA
,POIS CASO A SENHORA NÃO SAIBA QUE COLOCOU TIRA...


O documento Bicudo-Reale consolida as razões

que justificam a abertura
de um processo para

o afastamento da presidente Dilma Rousseff.

Entenda o
caso com o historiador Marco Antonio Villa

e o colunista de VEJA
Augusto Nunes no 'Aqui Entre Nós'.



O COMANDANTE DO EXÉCITO RESPONDE,,Comandante Responde - 5ª Edição

VAMOS EXPULSAR A SAPATOSA PIXULECA DILMA DO PODER

Nesta Edição o Comandante responde a perguntas

 que abordam, dentre outros, os seguintes temas:
- o posicionamento do Exército diante dos pedidos de intervenção;
- a possibilidade de saída das tropas brasileiras do Haiti; e
-
a publicação do Decreto nº 8515, de 3 de setembro de 2015

, que delega
competência ao Ministro de Estado da Defesa

para a edição de atos
relativos a pessoal militar.



A VACA SAPATOSA VAI VAZAR SAI SAPATONA Pedido de IMPEACHMENT chega à Câmara !!

VAZA LOGO SAPATONA PIRANHA COMUNISTA

..APRENDEU COM LULA...CANTANDO NO BAFOMETRO

A ESCOLA DE CACHACEIROS DO LULA

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

A SAPTOSA NO FIM DO DESGOVERNO AGORA COM O APOIO DE LULA E DA CUT

Os líderes de oposição ouviram todos os deputados federais,
 por meio de questionário preenchido sob garantia de anonimato
, e constatou o crescimento do apoio ao impeachment de Dilma.
 Há poucas semanas eram 255 os deputados que apoiavam, agora são 286.
 Faltam apenas 22 dos 308 votos necessários para abrir o processo.
 A pesquisa tem anuência, não a participação, do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
O impeachment teve início com questão de ordem 
apresentada por Mendonça Filho (DEM-PE),
 pedindo esclarecimento do procedimento.
Na quinta (17), os oposicionistas recebem na Câmara
 os juristas Miguel Reale Júnior e Hélio Bicudo, 
para consolidar o pedido de impeachment.
A oposição aguarda nova rodada de pesquisa 
de popularidade de Dilma para levar a proposta às ruas e abrir o processo.
A situação de Dilma piorou com o “pacote” pífio. 
O tucano Bruno Araújo (PSDB-PE) observa: 
“Ela levou a crise para o Palácio do Planalto”.

Não é verdade que Dilma foi vista, disfarçada,
 entre refugiados que tentavam asilo na Europa.


“Os pobres não podem pagar pelos erros dos outros.”
Lula, ex-presidente da República,
 na contramão do pacote de redução de gastos.



Ano XI - 16 de setembro de 2015

Lula contra
O ex-presidente Lula é totalmente contra o pacote de redução de gastos,
 aumento de impostos e volta da CPMF. Acha que o Congresso
 irá rejeitar quase tudo, especialmente diante das eleições do ano que vem.
 E insiste numa guinada à esquerda na economia, aumentando incentivos para o consumo.
 Só não fala de onde tirar o dinheiro. No começo do segundo governo de Dilma,
 defendeu a ida para a Fazenda de um nome do tipo Joaquim Levy.
 No primeiro mandato dele, o ex-presidente também aplicou rigoroso ajuste fiscal,
 diante de um mercado desconfiado com a chegada dos petistas ao governo.
 Lula, segundo os analistas, quer ficar bem na foto junto às suas bases, de olho em 2018.
Caravana encalhada
Manifestando sua contrariedade diante do pacote,
 Lula tenta criar novo ânimo entre militantes e eleitores do PT
que parecem esperar um sinal do ex-presidente, uma espécie
de grito de guerra que significará o rompimento com Dilma.
Maus resultados tiveram as manifestações 
de 20 de agosto e o Grito dos Excluídos.
 Essa retração da militância tem feito Lula não dar a largada
 em sua anunciada caravana.
 Só que acha que o período de cautela e apreensão deve acabar.
Ninguém sabe
Os ministros chegados a Dilma e igualmente caciques da oposição
 não conseguem chegar a uma conclusão de assunto muito debatido.
 É o que faria Lula no caso de um impeachment de Dilma Rousseff.
 Muitos chegavam a apostar que ele poderia sair às ruas,
 com o pessoal dos movimentos sociais, em grandes manifestações:
 só que esse contingente anda escasso.
Outros preferem imaginar que ele poderia tentar fazer
 um acordo com Michel Temer, caso o vice assumisse, com o PT
participando de um novo governo. Essa alternativa significaria
 criticar o que Dilma não conseguiu fazer até agora, antecedida por um mea culpa.
Encolhendo
Malgrado duas manifestações contraditórias sobre o Minha Casa,
 Minha Vida, desde o começo deste ano, o programa já perdeu
quase R$ 4 bilhões em recursos, se comparados a valores do ano passado.
 Entre janeiro e agosto, R$ 10,2 bilhões foram repassados
para viabilizar a aquisição de moradias. No mesmo período de 2014,
 o montante já atingira R$ 14,2 bilhões.
A diferença apresenta uma redução de 28,2% de um ano para outro.
Novo protesto
A Frente Popular Brasil (CUT, CTB, MST e UNE)
 marcou para 5 de outubro um Dia Nacional da Mobilização.
 Quer defender o mandato da presidente Dilma,
 mas também protestar contra o ajuste fiscal.
 E defenderá ainda os direitos dos trabalhadores e políticas sociais.
 Ou seja: tudo o que está sendo feito pela mesma
 Chefe de Governo que seus integrantes querem preservar.
Projeto Down
Corte de ministérios
O próximo passo a ser dado pelo governo será
o anúncio da extinção de dez ministérios. O Planalto tem encontrado
muita dificuldade para atingir esse número. O fim de algumas secretarias,
 que seriam incorporadas a ministérios, significaria pouco
 em volume de despesas porque o orçamento delas, já neste ano, é pequeno.
O lado mais complicado seria mandar para casa aliados ou indicados
 por nomes fortes da política. Uma das grandes preocupações
 é a reação de Jader Barbalho se seu filho Helder perder a Secretaria da Pesca.
Cargos de confiança
Nessa reforma administrativa, o Planalto objetiva diminuir
gastos e deve cortar mil cargos de confiança
. Só na Presidencia da República existem quase sete mil cargos,
 funções de confiança e gratificações. Esses cargos representam
 14% dos 18 mil funcionários na Pasta. Outros 1.653 estão lotados
na Advocacia-Geral da União, que passou a ser contabilizada
 dentro do Órgão a partir deste ano. Ao todo, a AGU
 possui 9,1 mil servidores, que representam 50% do contingente total da PR.
Não passa
Em nova reunião da coordenação política do Planalto,
 na qual os cortes foram detalhados, os ministros deixaram
 transparecer que não acreditam na aprovação
 de várias propostas pelo Congresso. Acham que proposta
de emenda constitucional (PEC), projeto de lei e até mesmo medida provisória,
 nos dias atuais, não conseguem passar pelos congressistas.
 No caso do pacote, a maioria é contra as medidas propostas.
Dose de humor
Entre os blogs de humor, 
alguns ironizavam que o vice Michel Temer 
teve de ir até Moscou para combinar o aumento de impostos com os russos,
 porque no Congresso não vai dar.
 Outros batizavam os ministros Joaquim Levy e Nelson Barbosa 
como Os Irmãos Cara-de-Pau. 
E tinha os que garantiam que Dilma vai vender suas duas bicicletas
 para “cortar na carne” as despesas. 
Frase de efeito
A frase, que provocou risos numa roda de ministros,
 é atribuída ao titular do Desenvolvimento, Armando Monteiro (PTB-PE):
 “Se a popularidade da presidente continuar caindo, 
ela vai ter que sacar no cheque especial”. Ele nega, claro. 

 

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

A MEDITAÇÃO DE DILMA

  VEJAM AQUI 
COMO  E ONDE DILMA DECIDIU 
FAZER O AUMENTO DOS IMPOSTOS 
E RECRIAR A CPMF


Movimento PRÓ-IMPEACHMENT
 #ImpeachmentJa Líder @lobaoeletrico doe tweet já!
ONG Brazil No Corrupt convoca o povo brasileiro 
a participar dos protestos contra Dilma Rousseff http://mnbdrj.ning.com/
Doe tweet com a hashtag #ImpeachmentJa
Veja como fazer:
1 – Clique em http://justcoz.org/brazilnocorrupt
2 – Depois clique no botão “Donate a tweet a day”
3 – Digite seu login e senha do twitter para autorizar o aplicativo JustCoz;
4 – Clique no botão Tweet e poste para os seus amigos
 contando que você doou 1 tweet por dia, usando #ImpeachmentJa para @lobaoeletrico;
5 – Agora, é só acompanhar as mensagens que iremos postar a partir da sua conta.

Supporters:
0
0
0
2
3
2
7
Reach: (What does this mean?)
0
5
5
0
8
2
2
About Movimento PRÓ-IMPEACHMENT
 #ImpeachmentJa Líder @lobaoeletrico doe tweet já!
Seja membro da ONG Brazil No Corrupt Mãos Limpas:
 Justos, Fraternos e Retos. Acesse o site http://mnbdrj.ning.com/
@brazilnocorrupt feed 
FUCINHOS DOS POLÍTICOS DE MERDA DO BRASIL


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...