PRAIA DE ITAPARICA,VILA VELHA ,ES,BR

PRAIA DE ITAPARICA,VILA VELHA ,ES,BR
ENTARDECER NA PRAIA DE ITAPARICA,VILA VELHA,ES,BR

SERGIO DE MATOS Headline Animator

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

O CASTELO SÓ PODE SER DESTRUÍDO POR DENTRO

O CASTELO SÓ DE SER DESTRUÍDO POR DENTRO

ASSIM É NO PETISMO ELES MESMOS 
DESTROEM-SE 
E DESTROEM O CASTELO BRASIL POR DENTRO
OS INIMIGOS DO PETISMO 
E DE SEUS SEGUIDORES
 SÃO ELES MESMOS.
COM SUA VORACIDADE PELO DINHEIRO
COM TODA FALTA DE VALORES HUMANOS 
DE SEUS MEMBROS E SEGUIDORES.
DEVEMOS COMO GENTE DESCENTE 
ELIMINAR ESTES VERMES MALDITOS
,ESTES CUPINS DE CORRUPÇÃO DO BRASIL...
COMEÇANDO POR DILMA
DILMA SABE, HÁ PELO MENOS 8 MESES, 
QUEM SÃO OS "INIMIGOS, EXTERNOS E INTERNOS"
 DA PETROBRAS...SUA INAÇÃO É QUE É RESPONSABILIZANTE
 E TERÁ REPERCUSSÕES LEGAIS À FRENTE..."..
.No alto da torre, de porta fechada e solitário na sala refrigerada,
 ele apertou quatro teclas no computador: “SG9W”.
 Foi como abrir um cofre: deu-se o acesso a valiosos papéis da Petrobras. 
Procurou um documento específico (“E&P-PRESAL 21/2011”). 
Era novo e dos mais sigilosos da empresa naqueles dias. “Confidencial”, 
advertia a etiqueta na capa. Concluído três semanas antes,
 consolidava o “Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado do Polo Pré-Sal da Bacia de Santos”. Descrevia, em detalhes, a estratégia tecnológica 
e financeira da estatal para exploração de “uma nova fronteira petrolífera 
com elevado índice de sucesso exploratório,
 contendo grandes acumulações de petróleo de boa qualidade 
para a geração de derivados”. O relatório com dois anexos foi copiado
 às 15:40:34. No dia seguinte, começou a ser analisado por um grupo
 de especialistas em Amsterdã. Na segunda-feira, 18 de abril, 11 dias depois,
 quando a diretoria da Petrobras se reuniu na sede da Avenida Chile,
 no Centro, para aprovar o secreto plano para o pré-sal, 
 cópias já circulavam em Londres, Mônaco e na holandesa Schiedam, 
onde está instalada a SBM, fornecedora de quase um terço dos navios,
 sondas e plataformas alugados pela estatal brasileira.
 Nos meses seguintes, vieram outros três documentos sigilosos.
 Nessa operação de espionagem vazaram alguns dos maiores segredos da Petrobras
 no governo Dilma Rousseff.
 Por trás, não havia nenhum serviço de informações estrangeiro, 
 o “inimigo externo”, embora naquele abril de 2011
 a americana Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês) 
estivesse trabalhando com idêntico objetivo.
 Foi uma ação de brasileiros.
 A senha usada para copiar era exclusiva — de uso pessoal — 
de Jorge Luiz Zelada, que há três anos ocupava 
a Diretoria Internacional da Petrobras por indicação do deputado federal Fernando Diniz (PMDB-MG), com a chancela amiga do governo Lula. 
"A remessa ao exterior foi realizada por Julio Faerman,
 agente da holandesa SBM no Rio e responsável pela distribuição
 de US$ 102,2 milhões em propinas a “funcionários do governo brasileiro”.
Há pelo menos oito meses o governo e o comando da estatal sabem 
das ações de Zelada e Faerman, entre outros. Dilma Rousseff, 
no entanto, continua na praça pregando contra anônimos
 “inimigos externos” da Petrobras. 
http://noblat.oglobo.globo.com/…/no…/2015/01/senha-sg9w.html




 


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...