PRAIA DE ITAPARICA,VILA VELHA ,ES,BR

PRAIA DE ITAPARICA,VILA VELHA ,ES,BR
ENTARDECER NA PRAIA DE ITAPARICA,VILA VELHA,ES,BR

SERGIO DE MATOS Headline Animator

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

DILMA A PIOR PRESIDENTE DESDE 1889

  • MARCO ANTONIO VILLA 
    O ESTADO DE S. PAULO 
    O Brasil é um país fantástico.Nulidades são transformadas em gênios da noite para o dia.

  •  Uma eficaz máquina de propaganda faz milagres.
  •  Temos ao longo da nossa História diversos exemplos.
  • O mais recente é Dilma Rousseff.
    Surgiu no mundo político brasileiro há uma década.
  •  Durante o regime militar militou em grupos de luta armada, mas não se destacou entre as lideranças.
  • Fez política no Rio Grande do Sul exercendo funções pouco expressivas. 
  • Tentou fazer pós graduação em Economia na Unicamp, mas acabou fracassando,não conseguiu sequer fazer um simples exame de qualificação de mestrado. 
  • Mesmo assim,durante anos foi apresentada como "doutora" em Economia.
  • Quis-se aventurar no mundo de negócios, mas também malogrou. 

  • Abriu em Porto Alegre uma lojinha de mercadorias populares, conhecidas como "de 1,99".
  •  Não deu certo. Teve logo de fechar as portas.
    Caminharia para a obscuridade se vivesse num país politicamente sério. 
  • Porém, para sorte dela, nasceu no Brasil. 
  • E depois de tantos fracassos acabou premiada:virou ministra de Minas e Energia.Lula
  •  disse que ficou impressionado porque numa reunião ela compareceu munida de um laptop
  • .Ainda mais: apresentou um enorme volume de dados que, 
  • apesar de incompreensíveis, impressionaram favoravelmente o presidente eleito.
    Foi nesse cenário, digno de O Homem que Sabia Javanês, 
  • que Dilma passou pouco mais de dois anos no Ministério de Minas e Energia. 
  • Deixou como marca um absoluto vazio.Nada fez digno de registro.Mas novamente foi promovida. 
  • Chegou à chefia da Casa Civil após a queda de José Dirceu, abatido pelo escândalo do mensalão.
  •  Cabe novamente a pergunta: por quê?
  •  Para o projeto continuísta do PT a figura anódina de Dilma Rousseff caiu como uma luva. 
  • Mesmo não deixando em um quinquênio uma marca administrativa um projeto, 
  • uma ideia, foi alçada a sucessora de Lula.
    Nesse momento, quando foi definida como a futura ocupante da cadeira presidencial,
  •  é que foi desenhado o figurino de gestora eficiente, 
  • de profunda conhecedora de economia e do Brasil, 
  • de uma técnica exemplar,durona,implacável e desinteressada de política.
  • Como deveria ser uma presidente a primeira no imaginário popular.
    Deve ser reconhecido que os petistas são eficientes.
  •  A tarefa foi dura,muito dura.Dilma passou por uma cirurgia plástica, 
  • considerada essencial para, como disseram à época, dar um ar mais sereno e simpático à então candidata.
  •  Foi transformada em "mãe do PAC". Acompanhou Lula por todo o País.
  •  Para ela e só para ela a campanha eleitoral começou em 2008.
  • Cada ato do governo foi motivo para um evento público, 
  • sempre transformado em comício e com ampla cobertura da imprensa.
  •  Seu criador foi apresentando homeopaticamente as qualidades da criatura ao eleitorado.
  • Mas a enorme dificuldade de comunicação de Dilma acabou obrigando 
  • o criador a ser o seu tradutor, falando em nome dela e violando abertamente a legislação eleitoral.
    Com base numa ampla aliança eleitoral e no uso descarado da máquina governamental, venceu a eleição. 
  • Foi recebida com enorme boa vontade pela imprensa. 
  • A fábula da gestora eficiente, da administradora cuidadosa e da chefe implacável
  •  durante meses foi sendo repetida.
  •  Seu figurino recebeu o reforço, mais que necessário, de combatente da corrupção
  • .Também,pudera:não há na História republicana nenhum caso de um presidente
  •  que em dois anos de mandato tenha sido obrigado a demitir tantos ministros 
  • acusados de atos lesivos ao interesse público.
    Com o esgotamento do modelo de desenvolvimento criado no final do século 20 
  • e um quadro econômico internacional extremamente complexo,a presidente teve de começar a viver no mundo real.
  •  E aí a figuração começou a mostrar suas fraquezas. 
  • O crescimento do produto interno bruto (PIB) de 7,5% de 2010,
  •  que foi um componente importante para a vitória eleitoral, logo não passou de uma recordação.
  •  Independentemente da ilusão do índice (em 2009 o crescimento foi negativo: -0,7%)
  • ,apesar de todos os artifícios utilizados,em 2011 o crescimento foi de apenas 2,7%.
  •  Mas para piorar, tudo indica que em 2012 não tenha passado de 1%.
  • Foi o pior biênio dos tempos contemporâneos, só ficando à frente,na América do Sul,do Paraguai.
  •  A desindustrialização aprofundou-se de tal forma que em 2012 o setor cresceu negativamente: -2,1%.
  •  O saldo da balança comercial caiu 35% em relação à 2011,
  •  o pior desempenho dos últimos dez anos,e em janeiro deste ano teve o maior saldo negativo em 24 anos.
  •  A inflação dá claros sinais de que está fugindo do controle.
  • E a dívida pública federal disparou: chegou a R$ 2 trilhões.
    As promessas eleitorais de 2010 nunca se materializaram.
  • Os milhares de creches desmancharam-se no ar.
  •  O programa habitacional ficou notabilizado por acusações de corrupção.
  •  As obras de infraestrutura estão atrasadas e superfaturadas.
  •  Os bancos e empresas estatais transformaram-se em meros instrumentos políticos 
  • a Petrobrás é a mais afetada pelo desvario dilmista.
    Não há contabilidade criativa suficiente para esconder o óbvio: o governo Dilma Rousseff é um fracasso
  • .E pusilânime: abre o baú e recoloca velhas propostas como novos instrumentos de política econômica.
  •  É uma confissão de que não consegue pensar com originalidade. 
  • Nesse ritmo, logo veremos o ministro Guido Mantega anunciar
  •  uma grande novidade para combater o aumento dos preços dos alimentos: a criação da Sunab.
    Ah, o Brasil ainda vai cumprir seu ideal: ser uma grande Bruzundanga.
  •  Lá, na cruel ironia de Lima Barreto, 
  • a Constituição estabelecia que o presidente "devia unicamente saber ler e escrever; 
  • que nunca tivesse mostrado ou procurado mostrar que tinha alguma inteligência;
  •  que não tivesse vontade própria; que fosse, enfim, de uma mediocridade total".

    Como bom brasileiro, REPASSE PARA SEU CÍRCULO DE AMIZADES SEM MODERAÇÃO

    "Dilma, a mais fraca dos presidentes da República, desde 1889"




  • Sergio de Matos

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...