PRAIA DE ITAPARICA,VILA VELHA ,ES,BR

PRAIA DE ITAPARICA,VILA VELHA ,ES,BR
ENTARDECER NA PRAIA DE ITAPARICA,VILA VELHA,ES,BR

SERGIO DE MATOS Headline Animator

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Três suspeitos de matar procurador de Conceição da Barra são presos no interior do Estado

Três suspeitos de matar procurador de Conceição da Barra são presos no interior do Estado


 Foto: Divulgação
 Divulgação
Geovanilson, Jânio Luiz e Thiago participaram do crime
Uma operação em conjunto entre policiais civis de Linhares e de Sooretama, municípios do interior capixaba, terminou com a prisão de três suspeitos de assassinar o procurador da Câmara Municipal de Conceição da Barra, Marcelo Vaccari Quartezani. 
Entre os acusados está um primo da vítima apontado como a pessoa responsável pela execução. O homicídio ocorreu em 26 de julho deste ano e o corpo do advogado foi encontrado em uma estrada de Linhares.

Os presos na operação são Jânio Luiz Vaccari Filho, 24 anos, e Geovanilson Tibúrcio de Araújo, mais conhecido como Buíno Tuburão, 24 anos, foram presos no bairro Cohab, em Conceição da Barra. Já Thiago Alves Miguel, foi detido no distrito de Povoação, em Linhares.
Segundo o delegado Fabrício Lucindo, da Delegacia de Crimes contra a Vida (DCCV) de Linhares, o crime foi motivado por roubo. Jânio era primo do procurador e é apontado como a pessoa que teria planejado a ação - já que tinha conhecimento que Marcelo possuía objetos de valor e dinheiro em sua residência – e de ter executado a vítima.

Jânio nega participação, mas é desmentido por Buíno Tubarão e Thiago. Além de terem confessado o crime, os dois relataram toda a dinâmica do assassinato do procurador. De acordo com eles Jânio pediu ajuda a Thiago que o emprestou um revólver calibre 38 com a garantia de que ficaria com parte do dinheiro roubado.

Jânio e Buíno Tubarão invadiram a casa do procurador, localizada em Conceição da Barra, e renderam a vítima no momento em que ela chegava à residência. A dupla roubou objetos de valor de Marcelo, o amarraram com cordas de varal e, em seguida, colocaram ele no porta-malas do próprio carro.

Os suspeitos seguiram com o refém para Linhares e, no caminho, pediram ajuda a Thiago. Os três acusados marcaram um encontro na estrada de Jataipeba, onde Jânio executou o primo com dois tiros na região da cabeça.

Enquanto isso, Buíno Tubarão (no carro do procurador) e Thiago (em seu veículo particular) seguiram em direção a uma estrada deserta na localidade de Humaitá. Lá, incendiaram o carro da vítima.

Na casa de Jânio, os policiais encontraram um tênis e dois relógios que pertenciam a Marcelo. Já na residência de Thiago Alves, foram achados dois rifles calibre 22, uma escopeta calibre 12 dois canos e muita munição.
Jânio e Buíno Tubarão foram indiciados pelo crime de latrocínio. Thiago, além da autuação por latrocínio, vai responder por porte ilegal de arma. Os três foram encaminhados para o presídio de Linhares.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...