PRAIA DE ITAPARICA,VILA VELHA ,ES,BR

PRAIA DE ITAPARICA,VILA VELHA ,ES,BR
ENTARDECER NA PRAIA DE ITAPARICA,VILA VELHA,ES,BR

SERGIO DE MATOS Headline Animator

terça-feira, 16 de junho de 2015

Tio acusado de assassinar garoto de 14 anos "proferia expressões homofóbicas"

 RESULTADO DA HOMOFOBIA

 PREGOADA PELO CLERO

 DE EVANJAS PILANTRAS

MAGNO MALTA

,SUELY VIDIGAL,

NEUCIMAR FRAGA,

SILAS MALAFAIA,

BISPO RODRIGUES

EDIR MACEDO

 MARCELO CRIVELA E ETC

Tio acusado de assassinar garoto de 14 anos

 "proferia expressões homofóbicas"

Por Da redação em 16/06/2015 às 09h16
Tio acusado de assassinar garoto de 14 anos "proferia expressões homofóbicas"
Gleisson Pereira Miranda, de 26 anos, é o principal suspeito
de assassinar a pauladas e pedradas o sobrinho Rafael Melo,
 que era gay e tinha apenas 14 anos, nesse fim de semana em Cariacica,
 no Espírito Santo. E a motivação pode ser homofóbica, informou a polícia.

+ Adolescente gay de 14 anos é assassinado a pedradas e pauladas

De acordo com o delegado Rodrigo Sandi Mori,
a principal linha de investigação é a de que Gleisson
 tenha tentado matar Rafael após tentar abusar sexualmente dele
. Porém a hipótese de homofobia não está descartada.

Sobretudo, porque testemunhas revelaram que o acusado -
 que morava há 2 meses na casa dos pais da vítima -
 fazia comentários homofóbicos para o sobrinho.
"Os depoimentos prestados apontam que ele vivia
 constantemente proferindo expressões de cunho
discriminatório em razão da orientação sexual do menino",
afirmou o delegado à Rádio CBN Vitória.

Outros depoimentos afirmam que Gleisson
mudou os insultos nos últimos dias.
"Ele estava muito mais próximo do menino.
 Sempre pegando o celular do garoto para bater foto,
 dormia no quarto do menino, passou a apresentar um
comportamento diferente em relação à família, um pouco mais agitado".

+ Parada quer denunciar deputados por incitação ao ódio

O delegado declarou que Gleisson é "frio, dissimulado, agressivo, de comportamento explosivo e usuário de drogas". "O tempo todo Gleisson se mostrou tranquilo diante da gravidade do crime que estava sendo imputado à ele. Frio, porém, caindo em contradição várias vezes. E dissimulado, bem dissimulado. Diante de inúmeras provas, ele negou. Mas caiu em contradição em todo o depoimento".

Vale lembrar que a polícia conseguiu identificar o principal suspeito por meio do depoimento da irmã da vítima, uma criança de 11 anos. Ela relatou que viu o irmão e o tio saindo juntos de casa e que seguiam em direção à casa da avó para tomar café da manhã. Pouco depois, a garota foi para o mesmo lugar e encontrou o irmão caído, ensanguentado ao lado do tio, que fugiu para um matagal.

Gleisson foi autuado por homicídio triplamente
qualificado por motivo torpe, meio cruel e impossibilidade
 de defesa da vítima e foi encaminhado ao Centro de Triagem de Viana.
Link



Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...